Alefe Souza
Há 2 anos por

Captura de Tela 2016-05-12 às 17.42.29

Eu sempre tentei dividir o que eu como fora de casa com animais de rua, normalmente cachorros, nunca espero receber nada em troca com isso, apenas é um sentimento de tristeza que me da ao ver um animal inocente lá, sem poder fazer nada, sem culpa de estar naquele estado, e me deixa muito melhor saber que eu contribui pelo menos um pouco para deixar esse animal pelo menos um pouco melhor.

Hoje por exemplo vi um cachorro simples bem triste na garoa procurando comida, cheirando um plástico na esperança de ser comida, senti uma dor no coração ao ver aquilo, quando volto do trabalho eu as vezes compro algumas coxinha no Ragazzo e levo metade para casa para dar para minha mãe, por coincidência eu não comi metade como sempre, deixei uma a mais, e ao ver aquele cachorro eu peguei e dei uma coxinha inteira pra ele, primeiramente ele ficou assustado achando que eu estava jogando uma pedra ou ao parecido nele, isso é comum entre todos os cachorros de rua que eu procuro ajudar, sinal de que alguém já fez esse mal pra eles, mas depois se aproximam do que eu joguei e vêem que é algo de comer, é tão bom ver a carinha de felicidade deles ao comer algo bom, me sinto muito melhor, eu não consigo ignorar animais assim e fico muito chateado quando vejo algum e não tem nenhum alimento no local, aqui perto de casa por exemplo eu procuro comprar churrasco e dividir com os cachorros de rua que tem em volta, mas fico triste quando estou em um lugar sem algo do tipo por perto, mas com algum cachorro.

É muito triste porque não é uma escolha deles estarem ali, estão sozinhos, eles não tem ninguém, e normalmente são ignorados pelas pessoas, até ficam me olhando quando eu compartilho comida com um animal desses, mas eu nem ligo, a gratificação de ver o animal feliz é muito melhor que qualquer pensamento.

Se eu ficar rico não pretendo muito ajudar pessoas, a maioria dos bilionários já fazem isso, porém se esquecem dos animais de rua, e é eles que eu quero ajudar, quero comprar sítios e contratar veterinários, cuidar de qualquer animal de rua que aparecer, dar uma vida nova a eles, sei que já existem diversas ONGs que fazem isso, mas falta divulgação, encorajar pessoas comuns a levar esses animais a esses locais sei lá, é um dos meus sonhos isso, pois fico muito triste em ajudar um animal de rua e depois ficar pensando nele o resto do dia, como ele deve estar e tudo, sem poder fazer nada.

Quando eu tiver minha própria casa pretendo fazer de um cachorro de rua meu cachorro de estimação, pelo menos parte desse sonho quero realizar, não pretendo parar nunca com essa mania minha de querer ajudar animais de rua.

Lembro que quando eu era criança eu costumava pedir para as pessoas em bares dar o resto da comida para os cachorros lá perto, minha mãe pedia pra eu parar huehaheu.

folderCategoria: Animais
labelTags: , , , , , , ,
Há 2 anos por

Captura de Tela (253)

Muitas pessoas me perguntam em quais sites eu aprendi programação, a resposta é bem clara, nenhum.

Eu tenho muita pressa quando quero aprender algo novo, e tinha um objetivo em mente aos meus 13 anos, desenvolver uma extensão de Google Chrome complexa e que várias pessoas poderiam usar, foi assim com o DescicloApp, uma extensão que eu fiz para a Desciclopédia tendo em mente facilitar a criação de artigos, não passava de vários links básicos.

  

DescicloApp1

Eu desenvolvi ela em pouco mais de uma semana, nunca gostei muito de Hello Worlds, por isso vi aquele estilo da extensão do Pixlr e gostei, então dei um jeito de pegar o código dela e fui “depenando” ela (inventei esse termo agora mesmo huehaheu), pode-se dizer que até hoje eu aprendo programação sozinho na base “depenação” de projetos, isso é, pegar todo o código de algo pronto e ir tirando aos poucos o código para ficar somente o que eu preciso, mas sempre verificando se ainda está funcionando corretamente, se não uso o velho amigo CTRL+Z (quando dou dicas de programação para uma pessoa costumo dizer que o ; (ponto e vírgula) é o maior inimigo delas hahaha).

Depois de ter só o que eu quero desse projeto, eu dou uma estudada no código e tento entender o que faz o que, e a partir daí começo a pesquisar muito, mas muito mesmo, pesquisava coisas do tipo “how to open links in new tab javascript”, sempre em inglês (creio que vou achar a solução muito mais rápido pesquisando em inglês), desde que eu estudava Javascript aos 13 anos, Java e PHP aos 17 e C# aos 18, quase sempre alguém tinha a mesma dúvida que eu, e ela estava lá, no Google StackOverflow, é incrível a quantidade de código que eu pego de lá, antigamente os meus projetos eram meio que um quebra cabeça, que as peças eu pegava em várias respostas no StackOverflow, porém de sempre pesquisar as mesmas coisas você acaba decorando (no meu trabalho que eu comecei a mexer com WordPress, e ao fazer esse site percebi que já tinha decorado as principais funções).

Foi basicamente assim que eu aprendi programação, aprender assim requer muito tempo livre, mas dos 13 aos 18 anos eu praticamente só ia pra escola, o resto era de tempo livre que eu usava para me perder em artigos na Wikipédia sobre história da computação e estudar programação (na adolescência eu não fui muito fã de jogos, animes, séries etc, perdia meu tempo estudando, mas só sobre computação).

Hoje aos 19 anos no meu primeiro emprego eu ganho um salário de programador pleno embora eu ache pouco por tudo o que eu sei, mas é aceitar ou ficar sem emprego huehaheu e tenho muito orgulho de tudo que eu fiz, até hoje me perco na Wikipédia lendo sobre pessoas importantes para computação, softwares e linguagens de programação (estou com mais de 70 abas disso no Opera Mini prometendo ler tudo algum dia huehaheu) e procuro passar meus fins de semana (agora eu trabalho e faço faculdade, nada de tempo livre) tentando realizar meus projetos próprios, ou objetivos em programação, aprendi muito e continuo aprendendo desse jeito, ter objetivo, iniciar, pesquisar, testar, concluir, ou se não souber iniciar, só depenar algo em código aberto mesmo huehaheu.

Claro que fazer isso pode ser inicialmente muito complexo para alguns, por isso sempre recomendo o Codecademy para eles aprenderem programação, eu aprendi apenas Ruby lá (que nem lembro praticamente nada pois aprendi e não usei…), achei um ótimo site e todos que eu vi dizem o mesmo.

No meu currículo existem cursos de HTML e Java, mas eu comecei a aprender isso anos antes, posso dizer que no de HTML eu só aprendi a criar tabelas e o no de Java eu aprendi… nada (pois já sabia de todo o conteúdo), só fiz para incrementar meu currículo mesmo, por curso eu aprendi mesmo foi PHP e C#, esse último eu aprendi em um curso que ganhei da própria Microsoft (a prova pra ganhar o curso só tinha perguntas sobre os produtos dela e lógica de programação, o primeiro eu sabia bastante graças ao tempo que passava na Wikipédia hahaha).

folderCategoria: Programação
labelTags: , , , ,