Alefe Souza

Aqui estão alguns dos meus principais projetos pessoais, você também pode acessar minha página nas lojas de aplicativos:

Play Store

App Store

Windows Store

Chrome Web Store

Também já participei de diversos outros projetos de nível mundial para grandes empresas em agências que trabalhei.

Aplicativos para um grupo de desenvolvedores.

Adoro frequentar meetups de desenvolvedores aqui da capital de São Paulo, você provavelmente poderá me encontrar em algum deles.

O que eu mais frequento é o GDG-SP, grupo de desenvolvedores de tecnologias do Google (GDG = Google Developers Group), queria fazer um aplicativo para facilitar o contato, enviar notificação de novos meetups, fazer sorteios, etc, então desenvolvi o aplicativo do GDG-SP.

Decidi usar grande parte do meu conhecimento para desenvolver esse aplicativo, por isso fiz versões para Android em Java nativo, Windows Universal Platform em C# nativo, e Xamarin.Forms para iOS, Windows Phone 8.1 e Windows 8., com outros projetos em Android e UWP para caso alguém queira usar em palestras sobre Xamarin, e fiz o back-end dele em PHP com MySQL.

Também desenvolvi um programa desktop em .NET 4.5, esse gera um banco de dados com a lista de pessoas que marcaram presença com base na API de eventos do Meetup, os aplicativos geram um QR Code baseado no ID do Meetup do usuário que fez login, então o programa lê esse QR Code pela WebCam e identifica o membro, gera um relatório com o momento em que as pessoas chegaram no evento e as pessoa que faltaram.

E como eu gosto de ajudar novos desenvolvedores, deixei completamente tudo desse projeto em código aberto no meu GitHub, para quem quiser estudar o código ou até fazer versões do mesmo para outros meetups.

Aplicativo sendo anunciado no prédio da IBM na Rua Tutóia, São Paulo:

Aplicativos para blogs

Os BlogApps são aplicativos genéricos que eu uso para desenvolver outros aplicativos para vários blogs, eles se tornam aplicativos praticamente iguais, só mudam o nome e ícones.

Possui versões que eu chamo de light, que é apenas um ícone que abre o site e possui alguns links na lateral, como o aplicativos Zelda.com.br para Android e Windows Club para Windows 10 (costumam ser versões com bastante criticadas por serem só um link para o site), e a versão completa, que possui a interface totalmente nativa do sistema operacional, como o Dropando Ideias para Android e Zelda.com.br para Windows 10, as duas versões também possuem notificações push de novos posts.

Caso o cliente queira, também faço uma extensão de Google Chrome com a interface do aplicativo e também com notificações de novos posts (aliás tinha feito isso na época que não era qualquer site que possuía esse tipo de notificação huehaheu), costumo fazer versões desse aplicativo como freelancer, caso você tenha interesse em uma versão dele para seu blog, pode entrar em contato comigo ali no menu lateral 🙂

Aplicativo que desenvolvi para minha escola (pública!!!) do ensino médio.

O RebuApp é um aplicativo para Android que desenvolvi aos 17 anos, na metade de 2014, aproveitando a experiência em Android que ganhei no desenvolvimento do DroiDéx, os já 4 anos que eu tinha de experiência com front-end e o curso de PHP com MySQL que eu estava fazendo na época.

A ideia do aplicativo era ter o horário e agenda de todas as salas, para isso o representante de sala teria um login e senha, e o coordenador da escola (e eu, como administrador do aplicativo) teria um login especial no qual poderia adicionar novos representantes, assim sempre que tivesse algo novo na agenda da sala, o representante adicionaria o evento no aplicativo e assim aparecia no aplicativo dos outros alunos que escolheram aquela sala.

Como eu não tinha conhecimento em back-end no começo do desenvolvimento dele, eu me virava com o que eu sabia mesmo, usava o Tumblr para hospedar as páginas, pois podia fazer páginas em HTML nele, e o JotForm com um outro Tumblr com senha para os representantes de sala poderem entrar em contato comigo pedindo algo para adicionar algo na agenda da sala deles, fazia tudo manualmente, mas ainda bem que no mês seguinte eu aprendi PHP e consegui automatizar tudo huehaheu.

Aproveitando o documento Word da bibliotecária que continha todos os livros da biblioteca, eu também coloquei todos os livros em um banco de dados e possibilitei a busca de livros da biblioteca pelo aplicativo, assim o aluno podia consultar direto do aplicativo se o livro que ele quer existia na biblioteca.

Passei as férias de dezembro do mesmo ano tentando fazer aplicativos mais nativos (até então era só WebView, você pode até ver o código no meu GitHub), assim lancei a versão do RebuApp que está na Play Store, com diversas outras funções, como era uma escola integral, o aplicativo tinha recados de clubes e eletivas, e os representantes dos mesmos podiam até enviar notificações para os alunos com o login deles, também tinha imagens de cartazes da escola e cardápio da cantina, comunicados da direção, links para o blog e jornal da escola e os alunos também podiam utilizar um dicionário integrado e fazer anotações no aplicativo, fiz uma versão web em Polymer (quando ainda era beta) para seguir o Material Design do aplicativo para Android e usuários de outros sistemas poderem acessar, desenvolvi também uma extensão de Google Chrome com as mesmas funções do aplicativo, inclusive notificações.

A ideia é ótima (até fiquei impressionado relembrando as funções dele escrevendo aqui huehaheu), ainda mais porque era pra uma escola pública, para divulgar colei coloquei cartazes em pontos estratégicos da escola, como ao lado da fila da merenda:

Cartaz do RebuApp versão 2
Cartaz do RebuApp versão 2
Mago do design de propaganda huehaheu
« 1 de 2 »

Porém só tinha um problema, ele depende muito de pessoas que não tem digamos uma obrigação de alimentar o conteúdo dele, desse jeito, ele acabou sendo meio que abandonado pelos alunos da escola, até coloquei funções como o representante poder colocar outros alunos interessados como convidados para fazer as funções dele, mas não adiantou nada, com isso continuo deixando o aplicativo na Play Store apenas para mostrar para as pessoas.

Pokédex para Android

O DroiDéx foi meu primeiro aplicativo para Android, aos 17 anos, decidi desenvolver ele quando percebi que o desenvolvedor de outra pokédex que eu adorava, o DéxDroid (…) havia abandonado o desenvolvimento, então ao perceber que era uma aplicativo em código aberto, decidi que eu mesmo continuaria ele.

Na época eu não sabia absolutamente nada de Java e desenvolvimento Android, mas por ter uma sintaxe parecida com o JavaScript que eu já mexia a quase 4 anos, continuei seguindo em frente mergulhando naquele monte de código que não fazia o menor sentido pra mim, lembrei que anos atrás eu comecei desenvolver um aplicativo para Android (acabou não indo pra frente, era uma versão do DescicloApp para Android) quando anunciaram uma IDE para o mesmo, se chamava AIDE só o Android mesmo pra ter um aplicativo de fazer aplicativos, até hoje eu uso o AIDE para fazer meus aplicativos no ônibus/metrô ou deitado na cama huehaheu, só uso o Android Studio pra testar no tablet pelo emulador, mas voltando ao assunto, abri o projeto no AIDE e compilou tudo certinho, então comecei a estudar e modificar o código, fiz algumas deduções meio óbvias, mas pra quem nunca tinha estudado Android né, fui deduzindo que o AndroidManifest.xml era onde eu colocava as informações do aplicativo como nome e versão, que as Activity eram uma tela, que o onCreate era o que era executado quando iniciava uma nova, e assim por diante.

Tentei descobrir como adicionava novos pokémons, descobri que tinha um banco de dados, até então nunca tinha mexido em um mas descobri como adicionava informações, e adicionei os anunciados recentemente, então poucos dias depois lancei a primeira versão do DroiDéx, já entendendo boa parte do código fui adicionando novas coisas que eu queria, como mudar a cor do aplicativo de acordo com o pokémon selecionado, abrir a página do mesmo na Bulbapedia e outros sites, a minha função favorita foi a de adicionar widgets de qualquer pokémon na tela inicial, coloquei até sons dos pokémons e gifs de todos eles no 3DS, enfim, eram funções que eu sonhava em outros apps do tipo, mas como ninguém colocava, eu mesmo coloquei huehaheu.

Porém infelizmente comigo aconteceu o mesmo do antigo desenvolvedor, como a maioria dos apps de pokédex, foi suspenso da Google Play Store por DMCA, e eu acabei desanimando e abandonando o desenvolvimento, você ainda pode baixar o apk dele clicando aqui.

Aproveitei para ver quantos downloads a última versão dele tem atualmente, isso é porque ele não está na Play Store e não estou fazendo nenhuma divulgação, imagina se estivesse huehaheu, na Play Store ele obteve pouco mais de 1000 downloads em uma semana.

Captura de Tela (303)

Extensão de Google Chrome para uma wiki humorística.

Esse foi meu primeiro projeto que realmente levei a sério, é uma extensão de Google Chrome que comecei a desenvolver no início dos meus 14 anos sem saber muito de HTML, CSS e JavaScript, tendo vários objetivos em mente comecei a gastar horas na lan house, eu não tinha computador na época… sobre pesquisando tudo o que eu queria colocar nele, não entendia nada de lógica de programação, olhava os código de uma extensão pronta de outro desenvolvedor e tentava colocar aquilo na minha cabeça de algum jeito, até que acabei entendendo como tudo funcionava.

Você pode até ver como era o código da primeira versão de testes no meu GitHub (só entendi pra que servia e aprendi a mexer no GitHub quando ele já estava na versão 3, tinha 15 anos, por isso a data não está correta).

Como eu não tinha computador e muito menos cartão de crédito internacional (nem nacional huehaheu) para abrir conta na Chrome Web Store, eu usava métodos alternativos para divulgar e atualizar meus projetos, precisava de um serviços que mantivesse o .crx no final da URL de download para o Google Chrome entender que era uma extensão e instalar direto, foi então que eu achei o já descontinuado Google Code, fiz até arquivos XML para ter atualizações automáticas fora da Web Store huehaheu.

descicloapp-atualizacao

Hoje em dia acho que nem funciona mais esses métodos pois o Google Chrome reforçou muito a segurança com extensões de fora da Web Store, mas aos 17 anos soube dos cartões de crédito pré-pago, a partir daí finalmente consegui abrir minha conta na Web Store (e na Google Play, pois estava começando a desenvolver aplicativos para Android) e você pode encontrá-lo lá.

Nesse meio tempo também quis aprender a desenvolver extensões para outros navegadores, assim desenvolvi para Opera (inclusive na época que ele não era um Google Chrome disfarçado) e Firefox (não quiseram aceitar uma atualização então deixei de desenvolver novas versões).

DescicloApp foi desenvolvido por mais ou menos 3 anos (eu parei de acessar o site), você pode ver todas as funções e imagens dele clicando aqui, pra quem começou desenvolvimento web do 0 e não tinha curso na época, ficou ótimo.

Os meus primeiros projetos foram coisas muito simples como temas e extensões de só um clique de Google Chrome, e botões de Google Toolbar no final dos meus 13 anos.

Como aprendi praticamente tudo de programação olhando o código de outras pessoas (StackOverflow <3), adoro colocar projetos no GitHub tendo em mente que alguém verá aquilo e aprenderá alguma coisa, alguns outros projetos que eu fiz são:

Quiz Programming – Eu ganhei um curso da Microsoft de desenvolvimento para Windows 10 (UWP), onde aprendi C#, para passar para a segunda fase do curso era necessário desenvolver um aplicativo de Quiz e colocar na Windows Store.

Al Browser – Navegador UWP que eu fiz para ganhar pontos em um site de desafios da Microsoft, também está na Windows Store.

AppTest – Aplicativo com um objetivo simples, ensinar novos programadores a desenvolverem para Android, olhando o código dele você pode entender toda a estrutura de um projeto Android, e está super bem comentado para entender como adicionar cliques e criar telas.

Alefe Ultimate Programmer – Adoro jogos da série Naruto Ultimate Ninja, por que não ter um jogo desse tipo só que com programadores? huehaheu, comecei ele recentemente em maio de 2016 sem saber nada sobre desenvolvimento de jogos, estou meio que voltando as raízes só copiando código e entendendo como tudo funciona igual fazia no início do DescicloApp. Se você gosta de Naruto e programação, se reparar pode perceber que existe uma história de rivalidade igual as das empresas de tecnologia, no jogo por exemplo, Madara e Hashirama serão Bill Gates e Steve Jobs, e a mãe do chakra Kaguya será a mãe da programação, Ada Lovelace.

Aloogle Músicas – Sabe aquelas músicas que outras pessoas não param de ouvir e acaba não saindo da sua cabeça? Então, adoro fazer paródias de delas com tecnologia e/ou programação, e penso na minha paródia sempre que escuto alguém ouvindo tais músicas huehaheu